Corrupção, precariedade nos serviços públicos e ‘rombo’ no fisco não nos interessam; e Marcos Rogério comprou briga desnecessária com políticos de Rondônia

0000-01

Veja também: Daniel Pereira é sufocado pela indecisão, e o desabafo de Alisson Carreiro sobre críticas à gestão Hildon Chaves

O desabafo do Carreiro

Alisson Carreiro, filho de Lindomar Carreiro, substituiu seu pai como presidente municipal do PSDB e também compõe parte do estafe administrativo na gestão tucana de Dr. Hildon Chaves. Não é de agora; ele integra o grupo desde o início, mas já mudou de cargo de lá para cá. Ok, e daí!? E daí que ele resolveu soltar os cachorros nas redes sociais e o manifesto, bem…, é autoexplicativo em todas as suas pequenas doses de humor.

Buracos em Porto Velho

“O prefeito é uma pessoa responsável [faz gestos enfáticos]. É uma pessoa que não vai jogar dinheiro na lama. Estamos começando agora o verão, o verão começou agora. Nós tivemos máquina com problemas […] Não vou dizer nomes aqui, não vou dizer o que aconteceu, mas teve máquinas, inclusive, sabotadas”. Ok. A justificativa sobre o verão e as chuvas é a mesma de sempre. Mas relato meio contado acerca de máquinas supostamente sabotadas é novidade. E aí, ex-promotor, como é que fica isso daí?

VEJA

Me-ta-de, me-ta-de, me-ta-de!

Essa parte eu coloquei no título porque é a mais engraçada. Vá direto para o período 01m23s no vídeo e depois volte e assista ao restante se achar que é necessário. “Como vocês querem que o negócio aconteça com 13 anos de descaso?”. Ah, também é interessante a parte em que a culpa seria de vereadores “que não querem meter a cara porque é ano eleitoral”.

Negocinho do negocim

Esse trecho também é excelente –  aos 02m26s por aí. “Acreditem, busquem informações no lugar certo. Eu não gosto de mentira! […] Vocês conhecem meu pai, é o dono do Sandubas (e…?), é um cara que não deixa para amanhã o que ele tem para falar hoje!”

Secretários “top”

Tenho uma desconfiança natural relacionada a pessoas que usam “top” como adjetivo – quem me conhece sabe. Alguém que se diz instruído, então, nem se fala. Mas vou dar uma colher de chá: Alisson crê que os críticos darão com a língua nos dentes após os quatro anos de Chaves. Vamos confiar.

O Conselho LGBTTT

Eu não me enrolo mais com a sigla do que o deputado Adelino Follador (DEM). Mas, o que importa mesmo, é dizer que nunca se perdeu tanto tempo e dinheiro no Estado de Rondônia com uma discussão tão besta, ridícula e vazia como a luta levantada por políticos metidos a conservadores e pretensas autoridades evangélicas contra um colegiado – sem orçamento – destinado a discutir e implementar políticas públicas.

Precariedade nos serviços públicos

Tirando algumas ações como a audiência pública promovida pelo deputado Léo Moraes (Podemos) e declarações de parlamentares como Hermínio Coelho (PCdoB), o próprio Jesuíno Boabaid (PMN) e pouquíssimos outros agentes públicos no Legislativo, não se dá um pio sobre a precariedade nos serviços públicos em Rondônia – incluindo os municipais, em Porto Velho. A saúde já morreu, mas esqueceram de velar.

“Rombo no fisco”

Enquanto entoam sobre moral e bons costumes, alguns políticos que devem – e muito – ao fisco posam de galo fazendo discurso em prol da família e dos “cidadãos de bem”. Esse dinheiro sonegado, para se ter uma ideia, poderia ser utilizado em diversas áreas sucateadas na Administração Pública. Mas não. A prioridade é encher o saco do governador para que ele vete um projeto que ajudaria a diminuir o preconceito e a discriminação. Lindo!

Daniel sufocado

Falando em Daniel Pereira (PSB), o governador não consegue sequer respirar com esse tanto de liderança religiosa dando azia em Sonrisal. A prioridade do Estado é frear qualquer avanço civilizatório para alimentar os anseios sádicos de uma casta que avocou para si o manto da soberania democrática.

Marcos Rogério, o odiado

O deputado federal Marcos Rogério (DEM) conseguiu em poucos minutos o que parecia impossível. Saiu da condição insossa de político chuchu a inimigo número um dos deputados estaduais de Rondônia, de todos eles. Agora, pelo visto, terá de suportar um pedido de investigação, pelo menos foi o que pontuou Boabaid, voltado à evolução patrimonial nesses anos de mandato. Principalmente a fim de explicar o tal avião.

Contato

Estamos à disposição através do e-mail viniciuscanova89@gmail.com. Lembre-se: “O Espectador” é veiculada originalmente no Rondônia Dinâmica, mas a reprodução está autorizada desde que citada a fonte.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s